Cautela na hora de adotar qualquer animal de estimação é muito importante para que não haja arrependimentos

De olhos vermelhos, de pelos branquinhos, os coelhos são um dos animais mais fofos que existem e chamam bastante atenção, principalmente das crianças. Esses bichinhos são ótimos animais de estimação, carinhosos e cheios de personalidade. Mas, antes de adotar um coelho, existem algumas coisas que você precisa saber para ter certeza de que ter um em casa será com para toda a família.

+Saiba como ajudar seu pássaro a se adaptar ao novo lar

O que eu preciso saber antes de adotar um coelho?
Reprodução

Finanças

Assim como com qualquer animal de estimação, adotar um coelho traz novas responsabilidades financeiras para o dono. Ele precisará de comida, visitas ao veterinário e suprimentos. Isso pode custa dinheiro e pode não caber no bolso, os valores devem ser pesquisados antes.

A casa ideal para um coelho

Os coelhos são animais muito sociáveis e ativos. Exatamente por isso vão precisar de espaço para se exercitar e contato constante com as pessoas da família. Portanto a localização ideal para a casinha do bichinho é dentro do lar, em um local que ele possa relaxar e ao mesmo tempo interagir.

Se a pretenção é deixar que coelho ande livremente pela casa, é de extrema importância garantir a segurança dele. Esses animais são muito curiosos e persistentes. Eles irão cheirar, provar, tocar em tudo. Por isso objetos pequenos, de valor e frágeis devem estar muito bem guardados.

Mesmo se o bichinho for mantido dentro de gaiola, o que não é muito indicado, os cuidados devem ser tomados para os momentos que ele for solto.

Enriquecimento

Como já foi dito, os coelhos são enérgicos e agitados. Se eles ficarem intediados são capazes de causar muitas dores de cabeça. Para evitar problemas a dica é enriquecer o ambiente com brinquedos e atividades que prendam a atenção do animal e o divirtam. Uma boa opção é fazer um castelo de papelão cheio de rolos de papel higiênigo acabados. Agendas antigas e outros produtos de papel inutilizados também podem ser um atrativo.

Treinamento

A maior parte dos abrigos que resgatam coelhos irão começar o processo de ensiná-los a fazer suas necessidades no lugar certo assim que eles chegarem ao abrigo. Dessa forma um coelho resgatado já estará acostumado com alguns comandos básicos. Mas, mesmo assim, o animal precisará se adaptar as regras da nova casa. Assim como ocorre com outros animais de estimação o dono precisa ter paciência e persistência, sempre recompensando os acertos.

Alimentação

É importante entender bem quais são as necessidades nutricionais durante a vida do animal. A nutrição correta é a peça chave para a saúde de um coelho. O pilar da alimentação é a fibra, e por isso eles precisam de acesso ilimitado a feno o dia todo. Por isso é muito importante assegurar que todos os moradores da casa não possuem alergia a feno.

 

Criando laços com um coelho

Os coelhos podem ser animais bastante afetivos, mas a personalidade varia. A maior parte deles não gosta de ser segurado. Uma boa dica para ter certeza de que a sua personalidade e a de seu futuro bichinho de estimação combinam é conversar com algum funcionário do abrigo.

Viajar

Esses roedores ficam muito estressados quando viajam ou quando são introduzidos à um lugar com o qual eles não estão acostumados. Se você for uma pessoa que viaja muito e que não tem com quem deixar o seu coelho, talvez seja melhor repensar a ideia de adotar. Além disso poucas companhias aéreas aceitam que coelhos viagem na cabine com os seus donos.

 É sempre bom lembrar da responsabilidade que é adotar e cuidar de qualquer animal que seja. Por isso, antes de qualquer decisão definitiva, pesquise bastante. É fácil ficar eufórico com a ideia de adotar um coelho e ter um animal de estimação tão fofo em casa, mas ele dá trabalho e vive mais de 10 anos. Agora, se você está realmente disposto, existem diversos abrigos cheios desses bichinhos aguardando por um lar amoroso.

Fonte: Canal do Pet – iG @ https://canaldopet.ig.com.br/cuidados/dicas/2017-10-18/adotar-um-coelho-dicas.html

Comente no Facebook

Comentários