1

Um estudo publicado na capa da revista americana Science revelou similaridades biológicas entre o vínculo de cachorros e seus donos e o laço afetivo de mães e filhos. Segundo a pesquisa, o contato visual entre o homem e seu pet cria um ciclo vicioso que libera ocitocina no cérebro dos dois, hormônio responsável pela forte empatia entre pais e filhos (por isso, apelidado de hormônio do amor).

Funciona assim: o cão olha para o seu dono, que percebe o contato. Apenas essa interação já faz com que a ocitocina seja liberada no cérebro do homem, o que o leva a demonstrar carinho, tocando ou mesmo conversando com o pet. O contato físico, por sua vez, libera o hormônio também no cérebro do cachorro, fazendo com que ele intensifique o contato visual com o dono.

“É preciso lembrar que cachorros não criam esse laço logo de cara. É consequência de todo o tempo gratificante que passaram antes com seus donos, que serviu de alicerce para uma relação familiar”, disse ao site de VEJA o japonês Takefumi Kikusui, professor de medicina veterinária da Universidade de Azabu e um dos autores do estudo.

Além deste, os resultados de outros cinco estudos corroboram a tese de que, sim, o seu cachorro te ama. Veja abaixo:

1. Ele sente ciúmes de você

2

Um estudo da Universidade da Califórnia em San Diego, nos Estados Unidos, analisou como 36 cães se comportavam ao ver seu dono interagindo com três objetos: um cachorro de pelúcia, uma abóbora e um livro. A conclusão foi que os animais sentiram mais ciúmes quando a atenção do dono estava no outro cachorro.

2. Ele sabe como você está pela voz

3

Pesquisadores da Universidade Eötvös Loránd, na Hungria, analisaram em uma máquina de ressonância magnética o cérebro de onze cachorros. Quando os pets ouviam vozes humanos ou latidos, o seu cérebro ficava mais ativo. Eles também conseguem diferenciar a emoção da voz: ao escutar sons positivos, a atividade ficava maior do que no caso dos sons negativos.

3. Identificam seu humor só de te ver

4

Um experimento da Universidade de Medicina Veterinária de Viena expôs 24 cachorros a duas fotos, que mostravam a mesma pessoa feliz e triste. Divididos em grupos de doze, metade dos cachorros era recompensado ao identificar com o focinho a pessoa feliz, e a outra, a pessoa triste. Os resultados mostraram que os cachorros conseguiram avaliar com consistência as diferentes emoções.

4. Estará ao seu lado em momentos difíceis

5

No teste, um pesquisador da Universidade de Londres foi à casa de dezoito cachorros e tomou três atitudes: começou a falar, cantarolou e chorou. No último caso, quinze entre todos os cachorros pararam o que estavam fazendo para ir até ele com uma atitude submissa, como rabo encolhido e cabeça abaixada. Mais um sinal de empatia.

5. Ele realmente te ama

6

Fonte: VEJA

Comente no Facebook

Comentários